Nº Relatório Anual 2021.

IÊMEN

MSF atuou no país pela primeira vez em 1986

30.500 partos assistidos, incluindo 3.550 cesarianas
28.300 intervenções cirúrgicas
6.770 crianças admitidas em programas de nutrição intensiva

Ao longo de 2021, enviamos equipes para tratar feridos de guerra por todo o país. Em Marib, lançamos uma resposta de emergência no hospital local, em março, para atender as milhares de pessoas em acampamentos onde faltavam água e comida. No hospital de Mocha, foram diversos os influxos de trauma em novembro, com a escalada dos combates no sul de Hodeidah.

Em resposta aos transtornos de saúde mental causados pelos combates, MSF abriu em maio uma clínica especializada no hospital de Al-Jomhouri, com atividades de psicoeducação, aconselhamento e psicoterapia, bem como atendimento psiquiátrico.

Desde dezembro de 2020, administramos o hospital materno-infantil de Al-Qanawes, em Hodeidah. No hospital geral de Abs, mantivemos o apoio às alas de emergência, pediatria e neonatal, maternidade, que assiste mais de mil partos por mês, e ao centro de nutrição terapêutica intensiva, que operou com capacidade superior a 100% durante todo o ano.

Desde 2016, MSF administra um hospital materno-infantil em Taiz Houban. Em junho de 2021, assumimos os cuidados maternos e neonatais do hospital Al-Jomhouri, em Taiz, em colaboração com o Ministério da Saúde. Na cidade de Abs, nossas equipes trataram um número alarmante de crianças com desnutrição.

Durante dois picos de COVID-19, fizemos a gestão de centros de tratamento em Sana’a, Aden e Ibb, administrando algumas das únicas unidades de terapia intensiva do país. Boatos e desinformação sobre a COVID-19 circularam livremente e, em 2021, o Iêmen registrou uma das menores taxas de vacinação do mundo.
MSF continua apelando por uma revisão radical do sistema de ajuda no país, reconsiderando as limitações impostas pelas autoridades à ação humanitária, que impedem sua oferta oportuna e independente onde é mais necessária.

Compartilhe
Toda ajuda é muito importante para nós