Nº Especial 2021.

MSF-BRASIL

Ana de Lemos Diretora-executiva de MSF-Brasil

A disseminação da COVID-19 pelo mundo trouxe a Médicos Sem Fronteiras (MSF) gigantescos desafios em 2020. Também expôs as fraquezas de muitos sistemas de saúde e exacerbou o sofrimento das pessoas em países onde já trabalhávamos. Ao longo do ano, MSF-Brasil enviou 102 profissionais de diferentes áreas para atuar em crises e emergências no planeta.

No Brasil, o enorme impacto da pandemia motivou a realização da maior operação de MSF até hoje no país, que foi o segundo mais afetado pelo novo coronavírus no mundo em 2020 em números absolutos de mortes. Em 1º de abril de 2020, MSF-Brasil iniciou a resposta de emergência contra a COVID-19 e apoiou diretamente a realização de 12 projetos de MSF em sete estados. Centenas de profissionais da organização, a maioria brasileiros, responderam à crise no país.

Além da intensa atividade de campo, trabalhamos para enfatizar para a população a importância das medidas de prevenção baseadas na ciência. Como todos, MSF-Brasil teve que se adaptar rapidamente durante a pandemia. Desde março, nossas equipes de escritório trabalharam de casa, e as atividades de captação de recursos nas ruas foram suspensas em todo o Brasil.

A Unidade Médica Brasileira (Bramu) monitorou necessidades humanitárias na América Latina e desenvolveu ferramentas de avaliação e de abordagens programáticas à saúde adolescente. Além do apoio aos projetos de resposta à pandemia no Brasil, o departamento de relações institucionais (Advocacy) acompanhou a temática migrações e, junto com a Campanha de Acesso, trabalhou para o acesso a vacinas, diagnósticos e tratamentos de COVID-19 e hepatite C. Para levar informações confiáveis e abrir diálogo com o público sobre assuntos relacionados com a pandemia, realizamos nas redes sociais, junto a especialistas e influenciadores, as séries “Diálogos Sem Fronteiras” e “Rodas de Conversa”.

Em um dos anos mais desafiadores de nosso quase meio século de prestação de assistência neutra, imparcial, transparente e independente, nossas equipes trabalharam em quase 90 países. E isso só foi possível graças ao seu apoio. Nossos 598.351 doadores no Brasil nos ajudaram a realizar esse trabalho. Muito obrigada!

 

Compartilhe
Toda ajuda é muito importante para nós